Sete passos para amadurecer sem doenças e com qualidade de vida

A expectativa de vida dos brasileiros já passou de 75 anos, e estudos mostram que até 2050 a quantidade de idosos triplicará no país. Mas como chegar bem até lá? A medicina evoluiu e o acesso à tecnologia se globalizou. Por outro lado, a vida moderna faz com que as pessoas comam cada vez mais fora de casa ou recorram a produtos industrializados. Além disso, o tempo parece cada vez mais curto, e o estresse virou causador de doenças. Mas nunca é tarde para repensar os hábitos e dar os primeiros passos em busca de uma vida mais longa e saudável.

Assim, se você está na casa dos 30, 40 anos, e ainda não começou a se preocupar com o futuro, a hora é essa.  Para te ajudar a amadurecer com qualidade, leveza e sem doenças, o Eu Atleta consultou o médico Guilherme Renke, que listou sete passos simples, mas que podem fazer enorme diferença lá na frente. Confira as dicas do doutor e comece agora!

DESCASQUE MAIS, DESEMPACOTE MENOS

Inúmeros estudos mostram que o consumo excessivo de alimentos industrializados ricos em conservantes, e o baixo consumo de frutas e verduras estão relacionados com maior risco de doenças cardiovasculares, doenças autoimunes e problemas intestinais levando ao envelhecimento precoce.

FAÇA HELIOTERAPIA

A exposição diária ao sol é fundamental para uma saúde plena a longo prazo. O sol tem participação na formação da vitamina D que desempenha diversas funções no nosso organismo, em especial, no metabolismo ósseo e na regulação do sistema nervoso central. Além disso, diversos estudos mostram que baixos níveis de vitamina D estão diretamente relacionados com maior risco de desenvolvimento de qualquer tipo de câncer.

ESTEJA COM A MENSALIDADE DA ACADEMIA EM DIA

Nos últimos anos diversos estudos publicados pelo American College of Sports Medicine mostraram que a musculação traz mais benefícios do que o exercício aeróbico na prevenção da sarcopenia (perda muscular que ocorre com a idade e torna o indivíduo dependente), na manutenção do peso, na prevenção da perda óssea, na diminuição da pressão arterial em hipertensos e na diminuição da resistência à insulina em diabéticos.

EVITE O CONSUMO DO AÇÚCAR

Quem pensa que é só cortar o açúcar do cafezinho está muito enganado. O açúcar está escondido em vários ou quase todos os alimentos que estão à nossa disposição no mercado. Seu consumo excessivo está relacionado com a elevação exacerbada da insulina gerando diversos danos à nossa saúde, como diabetes 2, obesidade, esteatose hepática, dislipidemia, síndrome metabólica e o câncer.

NÃO LEVE TRABALHO PARA CASA E SE MANTENHA ATIVO

Escolha não viver no mundo do estresse e da ansiedade. Seja uma fortaleza de paz. Levar trabalho para casa é a pior opção para quem quer ter uma vida sexual ativa. Estudos mostram que fazer sexo é fundamental para a prevenção das doenças cardiovasculares e para a nossa longevidade. Além disso, o sexo potencializa a liberação de neurotransmissores como a serotonina e a dopamina que são fundamentais para a sensação de bem-estar e para a melhora do sono.

NÃO SEJA VICIADO NO SEU CELULAR

Estudo recente feito em Harvard mostra que ficar conectado a celulares, tablets, televisões e computadores está associado com maior risco de diabetes 2, doenças cardiovasculares e uma maior mortalidade. Além disso, a “luz azul“ emitida por esses aparelhos pode alterar a secreção da melatonina e alterar o ritmo circadiano fazendo com que você tenha uma insônia daquelas.

FAÇA PREVENÇÃO

Quando você era criança, sua mãe sempre te levava para fazer “check ups“ com o pediatra, certo? Agora, como adulto, ninguém vai fazer isso para você. A maioria das pessoas só procura o médico quando já está doente. Por que não para prevenir isso? Uma dica é nunca ignorar os sinais do seu organismo. Pense menos no seu trabalho e pense mais na sua saúde. Tenha a certeza que prevenir aos 30 fará com que você chegue muito melhor aos 60 anos de idade.

Comments

comments

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *