Pílula Anticoncepcional

Existem malefícios no uso das Pílulas Anticoncepcionais?

A pílula anticoncepcional (ACO), ícone do movimento feminista na década de 60 é hoje o contraceptivo de pelo menos 20% das mulheres brasileiras. Sua eficácia é indiscutível, no entanto o uso do ACO deixa varias mulheres em dúvidas quanto ao seu custo benefício?

De fato, o uso do ACO possui benefícios mas, também possíveis efeitos colaterais. Se analisarmos o exame de sangue de uma usuária de ACO, por exemplo, veremos que a produção endógena de estrogênios (estradiol) diminue a quase zero. Além disso, as globulinas ligadoras de hormônios sexuais se elevam devido ao ACO e outros hormônios, como a testosterona, passam a não ser tão eficientes como mostram os estudos de Odling et al e o de Stegeman et al. Ainda, metade das mulheres que usam pílula nos EUA estão sobrepeso como mostra estudo de Kohn et al publicado em 2015.

 

Mas afinal devo ou não usar o ACO?

Para ajudar separei aqui alguns casos onde o uso do ACO deve ser evitado:

  1. Mulheres tabagistas devem evitar o uso do ACO pelo risco de trombose.
  2. Mulheres com histórico familiar de morte precoce por doenças cardiovasculares devem preferir outro método.
  3.  Jovens obesas e com hipotireoidismo devem preferir outro método.
  4. Mulheres que apresentam enxaqueca ou dores de cabeça constantes também devem preferir outro método.

É também verdade que ocorre na mulher a diminuição da massa muscular e pode ocorrer pela diminuição da eficiência androgênica.

 

Pílula Anticoncepcional pode causar câncer?

Apesar de ainda controverso a associação do câncer de mama e o ACO ainda é foco de investigação na literatura científica.

Se você usa ACO ou irá usá-lo tenha sempre o acompanhamento com seu ginecologista e pergunte quais são todas as opções que existem hormonais ou não. Tenha sempre equilíbrio e sabedoria nas suas decisões. Lembre-se que não existe nada mais precioso do que a sua saúde.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.